sexta-feira, 13 de abril de 2012

Vídeo com reportagem veiculada no Diário de Pernambuco no dia: 12/04\/2012 - Titulo: OBESIDADE!!

video

Má notícia que vem da balança!!!


A luta contra a balança e a busca por uma vida melhor através da perda de peso são experiências que unem dois homens. Além das histórias, eles também têm uma assustadora marca em comum: 300 quilos. É com esse peso que o corretor de veículos Ricardo Braga, 44, tem que lidar cotidianamente em sua condição de superobeso. Os mesmos 300 kg atormentaram  o vendedor autônomo Orlando Pinheiro Júnior, 46, cujo tratamento resultou na perda de 142 kg - uma batalha acompanhada pelo Diário durante os últimos 15 meses. O drama dos dois ilustra bem o desafio de saúde pública que se tornou o excesso de peso. No Recife, 47% da população está com sobrepeso. Outros 14,8% sofrem de obesidade. Os índices vêm aumentando a cada ano.

Os números divulgados pelo Ministério da Saúde se apresentam como um alerta para a sociedade brasileira, cada vez mais desenvolvida tecnológica e economicamente, e que vem adotando um estilo de vida semelhante ao dos norte-americanos. Nos Estados Unidos, um em cada quatro habitantes está obeso. “Houve um aumento do poder de compra da população, mas não um incremento na qualidade do consumo. O fast-food hipercalórico e o sedentarismo acabam induzindo ao sobrepeso, que traz maior risco de doenças como hipertensão e diabetes, redutoras da expectativa de vida”, avalia Ruy Lyra, presidente-eleito da Federação Panamericana de Endocrinologia.

A saída mais lembrada pela população continua sendo a cirurgia de redução de estômago, a gastroplástia, a que Orlando se submeteu. “Foi uma mudança completa de vida. Hoje como de tudo, mas a quantidade é muito diferente e sou vigilante sempre. Não posso voltar a engordar”, afirma.

O recurso cirúrgico vem sendo cada vez mais frequente no tratamento da obesidade. Em 2003, foram realizados 16 mil procedimentos, enquanto em 2010, foram 60 mil. Apesar do expressivo crescimento, a opção não deve ser generalizada. “Esta é uma última alternativa, que deve ser apresentada quando outros tratamentos não surtem efeito”, explica o cirurgião bariátrico Gilberto Pagnossin.

Debate

Para discutir os efeitos da obesidade e debater quando a cirurgia é, de fato, indicada, a edição mensal da Reunião Multidisciplinar de Obesidade (RMO) receberá pacientes, ex-pacientes, familiares e curiosos em um encontro hoje, às 19h, no auditório do Hospital Santa Joana, no Derby. Psicólogos, nutricionistas, cirurgiões, anestesistas e fisioterapeutas se revezarão com pacientes que foram operados para discutir os riscos, efeitos, pré-requisitos e expectativas que envolvem a gastroplastia, como uma forma de esclarecer dúvidas.
Fonte: Diário de Pernambuco. 

terça-feira, 10 de abril de 2012

Reunião Multidisciplinar de Obesidade - - - Grupo Emagreça com Saúde - - -


Quase metade dos brasileiros está acima do peso!!!


Uma pesquisa anual feita pelo Ministério da Saúde indica que o país manteve, em 2011, a tendência de crescimento do excesso de peso e da obesidade entre adultos.

Em 2006, 43% dos adultos brasileiros registravam excesso de peso, entendido como IMC (Índice de Massa Corporal) de 25 ou mais. Em 2011, a pesquisa identificou aumento dessa taxa para 48,5%.

O percentual de adultos brasileiros obesos (IMC de 30 ou mais), por outro lado, passou de 11% em 2006 para 15,8% em 2011.

O crescimento é significativo tanto entre homens quanto entre mulheres e é visto como "preocupante" pelo ministério.

"A notícia para olhar com atenção é que continuamos com crescimento [de sobrepeso e obesidade]. Não é abrupto, mas vemos o aumento de maneira sistemática e consistente", afirmou nesta terça-feira Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde do ministério.

O ministro Alexandre Padilha rejeitou a tese de que o fator determinante para o aumento das taxas de obesidade e sobrepeso tenha sido a melhoria econômica brasileira e, consequentemente, o ganho de poder aquisitivo pelas famílias.

"Não mudou o hábito alimentar nos últimos seis anos, não foi nesse período que aumentou o consumo de leite com gordura, carne com gordura", disse Padilha. "Agora é a hora de virar o jogo se não quisermos chegar aos patamares do Chile, da Argentina e, muito menos, dos Estados Unidos."

Enquanto o Brasil tem 15,8% da população obesa, o Chile tem 25,1%, a Argentina tem 20,5% e os Estados Unidos, 27,6%.

O inquérito por telefone (Vigitel) ouviu 54.144 pessoas com 18 anos ou mais em 26 Estados, durante o ano de 2011. O objetivo da pesquisa é identificar hábitos de vida que podem ter impacto na saúde pública.
Fonte: WWW.bol.com.br

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Reunião Multidisciplinar de Obesidade - - - Grupo Emagreça com Saúde - - -


Como nunca mais precisar fazer uma dieta!

Conheça a melhor forma de perder peso, com as dicas do nutricionista Hala El Shafie:

Monitore seus hábitos:
Tente entender quando está comendo demais. Durante algumas semanas, mantenha um registro da sua alimentação, assim você pode ver o que está comendo e porque. Se você tem um trabalho estressante e ataca mais gorduras à noite, considere-se um “comedor de estresse”. Para outras pessoas, pode ser tédio, tristeza ou solidão – há uma série de razões pelas quais nós comemos além da fome. Trabalhe para aliviar essas emoções e você verá o progresso na alimentação.
Não passe fome:
Muitos pensam,  que comendo menos vão emagrecer. Mas a falta de comida gera um impacto direto em seu metabolismo, e a partir do momento em que você volta a comer, seu corpo vai ganhar muito peso. Se não estamos nos alimentando direito – especialmente de proteínas – nossas reservas musculares ficam fracas. Dietas não funcionam se não forem sustentáveis.
Começando direito:
Você deve tomar café da manhã. Seu corpo fica sem comida durante o sono, e pular a primeira refeição faz ele segurar gordura, e ir para o “modo de sobrevivência”. Uma vez que você estabelece uma rotina alimentar adequada, você vai perder peso. Mas passar fome só vai deixar seu corpo confuso.
Não negue vontades:
Evitar alguns alimentos continuamente cria uma fixação mental. Se você se permitir, a mística e a excitação diminuem. Obviamente, chocolate e doces todos os dias vão fazer você engordar, mas uma ou duas vezes na semana está ok.
Mantenha a variedade:
Olhe para os hábitos dos outros e note como elas comem as mesmas coisas em todos os cafés da manhã e nos almoços. Mire na variedade, nas cores e na atração. Foque no que deve ser bom para sua dieta.
A palavra com C:
Não tenha medo dos carboidratos. Carboidratos complexos, como arroz e pão integral, são muito importantes, já que mantém o açúcar no sangue estável, são bons para o humor e contém minerais essenciais. Eliminar um grupo inteiro de alimentos implica em deficiências em minerais. Você não precisa comer uma quantidade enorme, mas um pouco.
Vá no seu tempo:
É importante manter o seu horário para as refeições, o que significa não comer enquanto assiste televisão, lê ou trabalha no laptop. Se você não se concentra na comida é quase como não comer. Tire seu tempo para aproveitar a refeição. 
Fonte: Telegraph



domingo, 8 de abril de 2012

Reunião Multidisciplinar de Obesidade - - - Grupo Emagreça com Saúde - - -

Fiquem atento as pegadinhas das dietas!!!

Se você encara sempre uma salada porque pensa ser a escolha com menos calorias, você pode estar enganado. Se a sua salada tiver molhos, croutons e tomate seco, ela pode ter 350 calorias. Isto é o equivalente a 5 colheres de sopa de arroz, 1 1/2 concha de feijão, 1 fatia de 75g de lagarto cozido e um copo de coca cola normal 
A endocrinologista Ellen Paiva alerta para um dos maiores perigos na refeição para quem está de dieta. "Muitas pessoas pedem um suco de laranja no almoço e acham que estão seguindo a dieta. O que elas não percebem é que o suco tem a mesma quantidade de calorias do que um bombom: sonho de valsa. O ideal é deixar a fruta para a sobremesa"
O primeiro passo que você toma ao iniciar um regime é passar a comer só torrada com chá? Esta é mais uma das pegadinhas. Três torradas (30g) de torrada mais 340 ml de chá preto têm a mesma quantidade de calorias do que 100g de macarrão com molho branco, ervilha e presunto e um copo de suco de maracujá. 
Se o café da manhã da sua dieta é cereal com suco, mas você sonha em comer pão com manteiga, cuidado que as calorias podem ser exatamente as mesmas. Se você comer 1 xícara de chá (30g) de Corn Flakes (110 Kcal) com um copo de leite integral (120 Kcal), e tomar suco de uva de caixinha (120 Kcal) você está ingerindo a mesma quantidade de calorias que se comesse um pão francês (135 Kcal) com manteiga light (20 Kcal) e um copo de leite com achocolatado. Se você optar por leite desnatado, as calorias do leite com achocolatado caem para 142 calorias. Apesar da manteiga light, ter as mesmas calorias da margarina light, é melhor usar manteiga, pois ela possui gorduras que fazem bem ao coração. "Já a margarina tem gordura trans, que é a pior gordura e aumenta a chances da pessoa ter problemas cardiovasculares", explica a nutricionista Daniela Jobst.
"Na pizza, o que é calórico é o recheio, não a massa. Por isso fuja dos queijos amarelos que são altamente calóricos", aconselha a endocrinologista Ellen Paiva. O ideal é abrir mão da pizza quatro queijos (380 Kcal) ou calabresa (320 Kcal) e pedir uma de atum (210 Kcal) ou de rúcula com mussarela de búfala e tomate cereja (220 Kcal), já que o tomate seco é muito calórico. O atum ainda é uma importante fonte de Ômega 3. Quer um queijo, peça uma pizza de catupiri com peito de peru (270 Kcal). "É importante reparar se é usado molho de tomate fresco, que é rico em licopeno", explica a nutricionista Daniela Jobst. 
Entre o chocolate meio amargo e o chocolate ao leite, as calorias não são menores no primeiro como algumas pessoas podem acreditar. Entretanto, quem está de dieta deve optar pelo chocolate meio amargo porque seu gosto é mais forte, o que faz com que você coma menos, aconselha a endocrinologista Ellen Paiva. A nutricionista Daniela Jobst lembra que o chocolate amargo tem menos colesterol e mais cacau, que é um ótimo antioxidante.
Pegadinhas da dieta Se em dias de preguiça você já recorreu ao miojo como almoço ou jantar, saiba que um pacotinho de macarrão instantâneo sabor carne com 85g tem 376 Kcal. Com a mesma quantidade de calorias você pode comer 90g de ravióli de queijo com molho branco (348 Kcal) e uma fatia de melancia (28 Kcal)
Pipoca com guaraná é a combinação perfeita para ver um filme, certo? Mas você pode escolher melhor os ingredientes e sobrar até umas calorias para o chocolate. Se você fizer pipoca de micro-ondas de manteiga, manteiga suave ou natural consome 480 calorias por pacote, mais o copo de guaraná. Agora, se você optar por uma pipoca natural light e guaraná diet., pode até comer 43 gramas de M&Ms.
A barra de cereal é uma opção boa para quem está de dieta por ter fibras e poucas calorias, mas cuidado na hora de escolher. Existem pegadinhas por aí, como esta barra de amêndoas com chocolate, que em apenas 20g tem 128 calorias, mais que muitos chocolates. Em 24g do chocolate talento ao leite com amêndoas e passas temos as mesmas calorias 
O salmão tem praticamente a mesma quantidade de calorias de um bife de picanha. Em 100g do peixe grelhado são 220 calorias contra 230 Kcal em 100g de picanha sem gordura. Dá ainda para tomar um copo de suco de limão que tem apenas 10 calorias. A endocrinologista Ellen Paiva lembra: "Em termos nutricionais o salmão é maravilhoso, tem Ômega 3 e gordura poli-insaturada, mas em termos calóricos é equivalente a uma sobremesa".
Optar pela bolacha cream cracker no lanche da tarde durante a dieta é um erro comum. Ela contém muito mais caloria do que pão e torrada integral, por exemplo. Cinco bolachas são equilaventes em calorias a três bolachas wafer de morango. Ambas possuem bastante gordura, mas a wafer tem mais açúcar e carboidratos, explica a nutricionista Maria Gandini, da RG Nutri. 
Se você escolheu enfiar o pé na jaca e cair de boca em uma refeição bastante calórica, é bom optar pelo doce ou pela gordura. Um brownie com sorvete tem a mesma quantidade de calorias que um hambúrguer com batata frita, mas as calorias são diferentes. As presentes nos doces são consumidas mais rapidamente, enquanto a da gordura e da proteína ficam armazenadas para serem usadas posteriormente. Vale lembrar que o brownie e o sorvete também têm bastante caloria proveniente de gordura
Um pote de 200 ml de iogurte natural tem valor calórico equivalente a um copo de suco de laranja com cenoura. A diferença é de quais elementos vêm às calorias. No caso do iogurte, elas vêm da proteína, já no suco é basicamente de carboidratos. "Outra diferença é que o iogurte tem cálcio, o que diminui a absorção do ferro, por isso é indicado tomar em refeições intermediárias, de 2 a 3 horas após a refeição principal. Já o suco tem vitamina C que melhora a absorção do ferro", conclui a nutricionista Maria Gandini, da RG Nutri. 
Qual é mais saudável: margarina ou manteiga? A manteiga é um alimento natural, vem do leite e contém cálcio. A margarina é industrializada, feita com gordura vegetal, e, por isto, é menos nutritiva. Hoje no mercado já existem margarinas que compensam a deficiência, com adição de Omega 3, lembra a nutricionista Maria Gandini, da RG Nutri
Uma salada de frutas com uma fruta e meia, mais 40g de granola tem o mesmo valor calórico que um sanduíche natural de peito de peru. A granola contém carboidratos e junto com as frutas traz vitaminas e fibras. Já o lanche é um alimento mais completo porque tem ainda a proteína do peito de peru, fibras do pão integral, cenoura e alface e gordura do queijo, indica a nutricionista Maria Gandini, da RG Nutri. 
O suco de laranja é frequentemente usado por quem deseja emagrecer, o copo duplo (250 ml) da bebida é rico em vitamina C. "Essa substância tem ação antioxidante, que previne contra envelhecimento precoce, e outras propriedades que aumentam a imunidade e energia das células", explica Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê. Já a porção de 100 g de lasanha de soja é saudável e rica em cálcio e fósforo. "A presença do cálcio ajuda manter o tecido ósseo saudável, o ferro presente no alimento ainda previne doenças nos ossos, como a osteoporose", explica Juliana.
Uma unidade de batata doce assada é rica em vitaminas A, B1 e B5, além de sais minerais que ajudam no controle de peso. "O alimento proporciona um teor mais elevado de saciedade, o que é bom pra quem busca emagrecer, e também muitas fibras que ajudam a regular o intestino", explica Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê. Alternativa saudável é a coxa de frango assada (100 g) por não ter muitas calorias. "A carne também apresenta pouca gordura e é uma ótima fonte de vitaminas do complexo B, que ajuda a prevenir doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão e colesterol", completa, ela.
Uma unidade de sardinha grelhada (33 g) é rica em ômega 3 e ajuda a prevenir diversas doenças cardíacas. "O alimento também aumenta o colesterol HDL (bom), o que contribui para uma redução do colesterol total", conta Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê. Dez unidades de cereja fresca, por sua vez, têm propriedades que ajudam na saúde do coração. "Estudos sobre a fruta já mostraram que o efeito antioxidante ajuda a prevenir o acúmulo de gordura nas artérias e neutraliza os radicais livres na corrente sanguínea, isso ajuda a proteger contra câncer de cólon e de estômago", explica a nutricionista Juliana Dragone 
Um pote de iogurte de morango (65 g) equivale, em termos de calorias, a uma única noz. O iogurte é uma boa opção pela pouca quantidade de calorias e a presença do cálcio e vitamina D, que ajudam a fortalecer os ossos. Mas as nozes também apresentam benefícios. "O consumo regular de uma unidade fortalece o sistema imunológico do corpo, auxilia na formação de glóbulos vermelhos e também atua contra o envelhecimento das células", afirma Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê.
Uma bola de sorvete de massa equivale a duas bolas de sorvete à base de iogurte sem gordura "O sorvete de massa é rico em gordura saturada, enquanto o feito com iogurte desnatado tem menor quantidade de calorias e maior teor de fibra, carboidratos saudáveis e sódio reduzido", explica Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê. As fibras ajudam a regular o intestino, enquanto a quantidade reduzida do sódio evita inchaços. 
Uma colher de sopa de arroz integral cozido é rico em fibras e nutrientes com proteínas e sais minerais. "Ele é saboroso e deve ser comido com a fibra que protege o grão, pois ela contém a cadeia mais completa de aminoácidos para formar novas células no organismo", destaca Juliana Dragone, nutricionista da clínica de nutrição - Clube Ipê. Um pepino médio (150g) é útil para quem quer eliminar as gorduras da pele, Juliana indica que o consumo deve ser feito com casca, pois é nela que se encontram as substâncias que tornam o alimento fácil de digerir. "O pepino também é diurético e rico em potássio, um mineral que dá elasticidade às células que compõem a pele, deixando o rosto mais rejuvenescido”.
Se os chocolates já são uma tentação para quem está de dieta em qualquer época do ano, imagine durante a Páscoa. Antes de encarar um ovo inteiro, veja o que você poderia comer com a mesma quantidade de calorias. Uma versão de 350 g de chocolate trufado com avelã com 1.904 calorias, por exemplo, poderia ser substituído por quatro fatias de pizza de calabresa (1.210 calorias), uma lata de refrigerante com açúcar (215 calorias) e, ainda, duas sobremesas: uma fatia de torta de limão (409 calorias) e um bombom (70 calorias). A nutricionista funcional Gabriela Maia recomenda evitar os ovos de Páscoa recheados com ingredientes extras, pois eles adicionam ainda mais calorias ao chocolate.
Os ovos diet são erroneamente considerados boas opções para quem está de dieta durante o período da Páscoa, como alerta a nutricionista funcional Gabriela Maia. "O açúcar é totalmente retirado do chocolate, mas o produto é incrementado com muita gordura para não perder o sabor.", explica ela, que só recomenda esse tipo de chocolate aos diabéticos. Com as mesmas calorias de um ovo diet de 225 g (1.000 calorias) é possível dar uma passadinha no happy hour da empresa e comer uma porção de isca de carne (490 calorias), tomar dois chopes (360 calorias) e ainda saborear um brigadeiro (150 calorias) de sobremesa.
O chocolate branco é o tipo menos indicado para quem não quer perder a linha (e a saúde) na Páscoa. "Ele não tem cacau em sua composição, mas sim uma mistura de açúcar, leite e manteiga de cacau, que o torna muito calórico", explica a nutricionista funcional Gabriela Maia. Com as calorias de um ovo de chocolate branco de 240 g (1.210 calorias) é possível se deliciar com uma lasanha à bolonhesa (900 calorias) e, de sobremesa, tomar três bolas de sorvete de creme (310 calorias).
Fonte site UOL.